Eu gosto do complicado.

Porque não admito que eu gosto do complicado?
Quando encontro um amor que me deixa nas nuvens eu teimo em encontrar defeitos.
A verdade é que o racional me tira do sério.
Nada nunca é espontâneo. Sempre com a desculpa de que temos que pensar no assunto.
O que aconteceu com o romance?
O que aconteceu com se beijar tanto a ponto de querer tirar a roupa?
Flertar e escrever.
Dar flores e esperar ser correspondido.
Sentir tanto dentro do peito até que se torne impossível não notar.
Tudo é tão vazio.
Eu gosto do complicado.
Tenho tendência a gostar de gente mal resolvida com sonhos e aspirações que talvez nem mesmo ela acredite mas eu, eu sempre serei a maior fã e incentivadora.
Eu gosto do complicado.
Quantas vezes já me vi pensando nas minhas inúmeras relações, cada qual com sua particularidade e tive a certeza de que vivi cada pedacinho da melhor forma.
Mas eu teimo em voltar ao passado.
Parece que eu gosto mesmo do complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s